Logotipo
Contactos
ES Eng.º Acácio Calazans Duarte, Rua Professor Nery Capucho, Apartado 385 2431-905 Marinha Grande
244575145
Oferta formativa

Oferta Formativa

Consulte informações sobre a oferta formativa

Documentos

Documentos

Consulta e download de documentos e formulários.

Legislação

Legislação

Consulte a legislação em vigor

ACD - Novas Construções Sociais de Aprendizagens

Inscrição: Aqui.

Destinatários: Educadores e Professores de todos os níveis de ensino do concelho de Leiria.

Data prevista: 23 de abril de 2024, das 17h00 às 20h00.

Local: Escola Monsenhor José Galamba de Oliveira, Marrazes 

Formador: José Pacheco.

Objetivos da formação:

· Incrementar uma cultura democrática e a colegialidade;

· Fortalecer da autoconfiança dos participantes;

· Consolidar o espírito de grupo, a capacidade para interagir socialmente e praticar a interdisciplinaridade;

· Criar as bases de uma nova construção social de aprendizagem e educação.

A confirmação da inscrição, para posterior certificação, implicará a existência de conta na plataforma de Gestão da Formação do CF de LeiriMar: https://leirimar.cfae.pt/

 

Requerimento para observação de aulas no ano letivo 2023/2024: Descarregue o modelo aqui


Requerimento para observação de aulas no ano letivo 2024/2025: Descarregue o modelo aqui
(Depois de preenchido, siga as indicações constantes do modelo)

Relatório de Avaliação da Formação e de Atividades do CF de LeiriMar 2022/2023


 

DIVULGAÇÃO

516

Novas Construções Sociais de Aprendizagens
Exclusivo para docentes que realizaram pré-inscrição

ACD

 

3.0 horas

 

Presencial

 

Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial

Escola Monsenhor José Galamba de Oliveira, Marrazes

As orientações para o Espaço Europeu da Educação até 2025 e Cooperação Europeia até 2030, emanadas da Resolução do Conselho da União Europeia (aprovada a 18 de fevereiro de 2021), estabelecem como prioridades estratégicas i) Melhorar a qualidade, a equidade, a inclusão e o sucesso de todos em matéria de ...
Ler mais Ler menos

Ref. 28501 Inscrições abertas até 22-04-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: LEIRIMAR-ACD-216/2024

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 23-04-2024

Fim: 23-04-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Monsenhor José Galamba de Oliveira, Marrazes

Destinatários

Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de LeiriMar e Agrupamento de Escolas de Marrazes

Enquadramento

As orientações para o Espaço Europeu da Educação até 2025 e Cooperação Europeia até 2030, emanadas da Resolução do Conselho da União Europeia (aprovada a 18 de fevereiro de 2021), estabelecem como prioridades estratégicas i) Melhorar a qualidade, a equidade, a inclusão e o sucesso de todos em matéria de educação e formação; ii) Tornar a aprendizagem ao longo da vida e a mobilidade uma realidade para todos; e ii) Reforçar as competências e a motivação dos profissionais da educação. Neste sentido, é responsabilidade das Instituições de Ensino Superior, que formam professores, envolverem-se na sua formação contínua, mas numa perspetiva inovadora, a de novas construções sociais de aprendizagens, para que se possam alcançar as referidas e tão ambiciosas prioridades estratégicas.

Objetivos

• Incrementar uma cultura democrática e a colegialidade; • Fortalecer da autoconfiança dos participantes; • Consolidar o espírito de grupo, a capacidade para interagir socialmente e praticar a interdisciplinaridade; • Criar as bases de uma nova construção social de aprendizagem e educação.

Conteúdos

1. Auto-organização dos intervenientes, a partir de um assunto e/ou de um problema; 2. Definição de um primeiro objetivo indutor de formação; 3. Previsão dos tempos e locais de encontro a disponibilizar; 4. Referência a um núcleo documental; 5. Determinação do perfil do líder/monitor; 6. Formalização do projeto de formação; 7. Avaliação de processos e reformulação do projeto.

Metodologias

Promove-se a facilidade de adaptação dos temas propostos às necessidades dos intervenientes, bem como dos horários à sua disponibilidade e principalmente a criação de um ambiente de grupo em que estão todos ―em pé de igualdade. Assim, uma panóplia de métodos (estudos de caso, método dos problemas, método da discussão, guia de estudos, método da representação, e o estudo de situações, pesquisas Web e bibliográfica, trabalhos de grupo e individuais, entre muitos outros) estão ao dispor dos participantes e de acordo com o que eles identificarem como sendo melhor para o tema a refletir. Deve ter-se em consideração o tempo, na medida em que o mesmo seja suficiente para o aprofundamento dos temas e esclarecimento das dúvidas existentes.

Avaliação

Frequência da totalidade da formação e registo de assiduidade.

Modelo

Questionário online.

Bibliografia

AUSUBEL, D. (2012) Psicologia Educacional. Rio de janeiro: Editora interamericana. PACHECO, J. (2006). Caminhos para a Inclusão. Porto Alegre, Artmed. PACHECO, J. (2007). Formação e Transformação em Educação. São Paulo, Vozes. PACHECO, J. (2013). A Escola da Ponte sob múltiplos olhares. Porto Alegre, Artmed. PACHECO, J. (2018). Um compromisso ético com a educação. Lisboa: Mahatma.


Observações

Formador: José Pacheco

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 23-04-2024 (Terça-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

516
505

Programação em Python e MicroPython no Micro:bit
Professores dos Grupos 430, 500, 510, 520, 530, 540, 550

Curso

 

25.0 horas

 

Presencial

 

Professores dos Grupos 430, 500, 510, 520, 530, 540, 550

Escola Secundária Pinhal do Rei - Marinha Grande

A experiência combinada de hardware e software, fornecida pela computação física moderna, é mais adequado para ensinar ambientes de programação. É uma área de crescimento recente no ensino de ciência da computação, que envolve a combinação de software e hardware para construir sistemas físicos interativos, ...
Ler mais Ler menos

Ref. 28301 Inscrições abertas até 22-04-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-117077/22

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 24-04-2024

Fim: 10-07-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária Pinhal do Rei - Marinha Grande

Formador

Leandro Miguel Gomes Pereira

Destinatários

Professores dos Grupos 430, 500, 510, 520, 530, 540, 550

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 430, 500, 510, 520, 530, 540, 550. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 430, 500, 510, 520, 530, 540, 550.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de LeiriMar

Enquadramento

A experiência combinada de hardware e software, fornecida pela computação física moderna, é mais adequado para ensinar ambientes de programação. É uma área de crescimento recente no ensino de ciência da computação, que envolve a combinação de software e hardware para construir sistemas físicos interativos, que medem diversos elementos do mundo real, especialmente com a linguagem Python, na sua versão de MicroPython para “embutir” em diversos dispositivos, que poderão ser em enquadrados em sistemas de “Internet das Coisas” (IoT) Assim, para promover a literacia dos professores em relação à linguagem de programação Python, este formação deverá contribuir para integrar os sistemas de computação física com a linguagem de programação Python em contexto de sala de aula, utilizando-se, neste caso concreto, o Micro:bit da BBC.

Objetivos

A computação física é uma área de crescimento no ensino de ciência da computação com a linguagem Python, na sua versão de MicroPython. Assim, a formação contribuirá para integrar os sistemas de computação física com Python no contexto de sala de aula, utilizando-se o Micro:bit da BBC. Desta forma, neste ambiente de aprendizagem da linguagem Python, os formandos serão capazes de desenvolver construções básicas de um programa usando variáveis, manipular a entrada e a saída de dados; acompanhar o fluxo de um programa, identificando valores mantidos em variáveis em diferentes estágios de execução; criar e controlar estruturas de diferentes tipos de ciclos; dominar a metodologia modular; escrever funções em programas e entender a necessidade do uso de estruturas de dados, dominando a sua operação, especialmente as listas e os dicionários; dominar eventos e diferentes sensores; saber ler e escrever dados em ficheiros.

Conteúdos

Introdução ao Python Instalação do Python e ambientes IDEs Python Os elementos básicos do Python Objetos, expressões e Tipos numéricos Variáveis e Atribuição Programas com condicionais Strings e entradas Uma digressão sobre a codificação de caracteres Ciclos For e While Funções, “scoping” e abstração Estruturas de dados: listas e dicionários Módulos e ficheiros O que é MicroPython? O que é a plataforma Micro:bit? O que podemos fazer com o MicroPython? Ambiente programação do Micro:bit Edição de código Importando Bibliotecas (Funções MicroPython) Codificação em tempo real, Eventos Escrevendo no Micro:bit Leitura e gravação digital Entradas/Saídas analógicas Comunicar com outros dispositivos usando o rádio e o BLE Leds, Butões, Sensores (acelerómetro, temperatura, magnetómetro, etc) Projectos práticos em MicroPython no Microbit, com programas complementares em Python (3.x)

Metodologias

As sessões seguirão dinâmicas de aprendizagem baseada em projetos, desenvolvidos em grupos e momentos de reflexão critica.

Avaliação

Avaliação dos formandos baseada nos seguintes pressupostos: - Obrigatoriedade de frequência de 2/3 das horas de formação presencial. - Classificação na escala de 1 a 10, de acordo com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio. Critérios de avaliação: - Reflexão crítica individual

Bibliografia

BBC micro:bit MicroPython, Release 1.0.1, Multiple authors, Sep 23, 2021 https://microbit-micropython.readthedocs.io/en/latest/tutorials/introduction.htmlPython guide, The Micro:bit Educational Foundation https://microbit.org/get-started/user-guide/python/Introduction to Computation and Programming Using Python With Application to Computational Modeling and Understanding Data third edition John V. Guttag, The MIT Press, Cambridge, Massachusetts, London


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 24-04-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
2 08-05-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 22:00 3:30 Presencial
3 15-05-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
4 29-05-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 22:00 3:30 Presencial
5 05-06-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
6 19-06-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
7 26-06-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
8 10-07-2024 (Quarta-feira) 09:00 - 12:00 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

505
514

"Qualquer caminho leva a toda a parte" - ARTE BRUTA ou OUTSIDER ART

Oficina

 

36.0 horas

 

Presencial

 

Professores dos grupos de recrutamento 110, 910 e 920

Escola Básica 2, 3 D. Dinis, Leiria

A renovação do exercício diário da docência é fundamental para um contexto escolar que se quer implicado e transformador. Nesta ação de formação, propomos dar a conhecer a Arte Bruta ou Outsider Art, como uma forma catártica de expressão, arte pura, reveladora de visões pessoais, indiferente à cultura ...
Ler mais Ler menos

Ref. 26202 Inscrições abertas até 30-04-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-122002/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 36.0 horas (18.0 horas presenciais + 18.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 07-05-2024

Fim: 18-06-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Básica 2, 3 D. Dinis, Leiria

Formador

Maria Isabel Pinto Ferreira Lourenço

Destinatários

Professores dos grupos de recrutamento 110, 910 e 920

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos de recrutamento 110, 910 e 920. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos de recrutamento 110, 910 e 920.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

A renovação do exercício diário da docência é fundamental para um contexto escolar que se quer implicado e transformador. Nesta ação de formação, propomos dar a conhecer a Arte Bruta ou Outsider Art, como uma forma catártica de expressão, arte pura, reveladora de visões pessoais, indiferente à cultura erudita e às convenções plásticas e pictóricas e, como tal, uma forma de expressão agregadora e integradora. O contacto com estas premissas, em particular por parte dos docentes que trabalham com alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem, privilegiando técnicas de desenvolvimento da espontaneidade e da fantasia, que obtêm a sua expressão no mundo concreto, visa possibilitar um trabalho criativo de experimentação de métodos artísticos lúdicos, de materiais suscetíveis de serem usados plasticamente pelos alunos para o desenvolvimento de alternativas compositivas, incorporando novos códigos visuais e sensitivos, em alternativa a uma prática docente tendencialmente lógico-verbal. Em suma, propõe-se um trabalho colaborativo e interdisciplinar, promotor de um entendimento transversal do currículo e fomentador de práticas inovadoras e agregadoras.

Objetivos

- Dar a conhecer a Arte Bruta ou Outsider Art, como uma forma de expressão agregadora e integradora; - Fomentar o uso de técnicas de desenvolvimento da espontaneidade e da fantasia que obtêm a sua expressão no mundo concreto; - Explorar as potencialidades dos materiais suscetíveis de ser usados plasticamente pelos alunos e desenvolver alternativas compositivas; - Analisar obras plásticas de Arte Bruta, enquanto expressão reveladora de visões pessoais, indiferente à cultura erudita e às convenções plásticas e pictóricas; - Elaborar atividades a desenvolver com os alunos, aplicando as técnicas e materiais apresentados e diversificando sugestões de expressão plástica, de arte bruta; - Partilhar e analisar, com o grupo, as atividades e o portfólio criado com experimentações, aferindo visões particulares do(s) aluno(s), a narrativa inerente, que apresentarão ao grupo.

Conteúdos

Nas Sessões presenciais Parte I - A ARTE BRUTA. CONTEXTUALIZAÇÃO E ASPETOS TEÓRICOS: 6 horas 1. A arte; A Arte como emoção; Formas puras de criação; 2. Apresentação de alguns movimentos e artistas; 3.Contextualização histórica da Arte Bruta ou Outsider Art. Características; 4. Apresentação de Jean Dubuffet e outros artistas da Arte Bruta e suas narrativas; 5. Análise de obras plásticas de Arte Bruta; 6. Exploração da plasticidade de alguns materiais de expressão plástica. Parte II - EXPLORAÇÃO DA PLASTICIDADE DE ALGUNS MATERIAIS DE ARTE: 9 horas 7. Elementos da linguagem visual, códigos visuais e sensitivos; 8. Técnicas de construção de roteiros que promovam a espontaneidade e a fantasia das crianças, com a coordenação não interventiva, mas orientadora do adulto; 9. Técnicas de construção de Roteiros; 10. Manipulação de escalas e esquemas compositivos; 11. Criação de atividades a desenvolver com os alunos. Parte III – PARTILHA: 3 horas 12. Apresentação dos trabalhos finais - na última sessão; 13. Formas de disseminação. Nas sessões de trabalho autónomo Parte I - 3 horas 14. Leitura de artigos, excertos de obras e visionamento de documentários. Parte II - 15 horas 15. Aplicação das atividades, individualmente, a um ou vários alunos. 16. Documentação fotográfica do processo e construção do portefólio.

Metodologias

Sessões Presenciais: Nas sessões presenciais far-se-á uma abordagem teórica ao tema. Estudar-se-ão algumas obras enquanto veículo de comunicação e os seus aspetos formais e plásticos. A componente prática decorre da aplicação de roteiros e da experimentação, que se pretende espontânea, mas orientada, de materiais e técnicas, segundo premissas inerentes à Arte Bruta e que conduzem a um resultado estético, e para implementação com alunos. Sob o ponto de vista produtivo, os docentes registarão os processos decorrentes da experimentação e criarão uma proposta de trabalho a partilhar com os colegas. Trabalho autónomo: - Leitura de artigos, excertos de obras e visionamento de documentários. - Implementação das atividades desenvolvidas nas sessões presenciais junto dos alunos. - Avaliação das atividades – verificação de necessidade de reformulação. - Elaboração de portefólio (inclui registo fotográfico) com os materiais e atividades desenvolvidas e realizadas.

Avaliação

A avaliação dos formandos será feita de acordo com os Critérios Gerais de Avaliação definidos pelo CFAE de LeiriMar, determinados pelo Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores e pela Carta Circular 3/2007 do CCPFC. No final da ação, será atribuída uma classificação quantitativa na escala de 1 a 10 valores. Considera-se classificação positiva toda e qualquer avaliação igual ou superior a 5, implicando atribuição de créditos de formação. As avaliações inferiores a 5 implicam reprovação do formando. Nessa avaliação serão tidos em conta alguns indicadores: • Participação na ação, realizada com base na observação direta feita pelo formador, tendo como base a participação e desempenho dos formandos na realização dos trabalhos; • Portefólio do trabalho autónomo realizado na ação, em grupo; • Reflexão individual crítica do percurso formativo com a indicação dos impactos no desenvolvimento profissional e organizacional. Creditação final de acordo com o regulamento da modalidade. A certificação da Ação será efetuada de acordo com a legislação em vigor.

Bibliografia

COLVIN, Whitney and Mc CARROL, Elizabeth. (2013). Art for children with delays and disabilities: Teaching the way children learn. Texas Child Care / Volume 37, No. 2.DELAVAUX, Céline. (2019). Art Brut. Le guide. Flammanon.OLIVEIRA, Miguel e MILHANO, Sandrina. (2010). As Artes na Educação – Contextos de aprendizagem promotores de criatividade. Leiria: Folheto.ONUR ERMAN, D. (2018). Purest form of creation: Art Brut. New Trends and Issues Proceedings on Humanities and Social Sciences. [Online]. 5(6), pp 134-142. Acessível em: www.prosoc.eu (consultado em 6/11/2023.TASPINAR, Sevda Eraslan. (2022). Design Thinking and Art Education. Anadolu University Journal of Art and Design.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 07-05-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
2 14-05-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
3 21-05-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
4 28-05-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
5 04-06-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
6 18-06-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

514
515

Interculturalidade, mentoria e inclusão
Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento;

ACD

 

3.0 horas

 

Presencial

 

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Professores de Educação Especial

Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo

Com base nos Decretos-leis n.ºs 54 e 55/2018, e após cinco anos de ações para a sua implementação, importa fazer um ponto da situação que sirva para refletir no que tem sido feito e o que ainda tem que ser desenvolvido ou melhorado. A partilha de sucessos e constrangimentos, práticas e ideias que têm ...
Ler mais Ler menos

Ref. 284T1 Inscrições abertas até 07-05-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: LEIRIMAR-ACD-204/2024

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 08-05-2024

Fim: 08-05-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de LeiriMar

Enquadramento

Com base nos Decretos-leis n.ºs 54 e 55/2018, e após cinco anos de ações para a sua implementação, importa fazer um ponto da situação que sirva para refletir no que tem sido feito e o que ainda tem que ser desenvolvido ou melhorado. A partilha de sucessos e constrangimentos, práticas e ideias que têm surgido por este país devem contribuir para um Plano de Melhoria que sirva a todos, nos seus diversos ritmos de apropriação.

Objetivos

• Incentivar os formandos a conhecer os conceitos de identidade e pertença, cultura(s), pluralismo e diversidade cultural; • Compreender causas e formas de discriminação, racismo e xenofobia para se promover o diálogo intercultural (incluindo inter-religioso) e o fenómeno de globalização e a sua relação com migrações, etnicidade e inclusão; • Promover a adequação das necessidades e potencialidades de cada aluno e a garantia das condições da sua realização plena, promovendo a equidade e a igualdade de oportunidades no acesso ao currículo, na frequência e na progressão ao longo da escolaridade obrigatória nas medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão.

Conteúdos

Abordar a importância da Interculturalidade no currículo nacional, suas dinâmicas de ação nas Escolas, da educação pré-escolar ao ensino secundário, reconhecendo e valorizando a diversidade enquanto oportunidade para aprendizagem e respeito mútuos em benefício de e para todos, estabelecendo pontes de entendimento, diálogo e cooperação fundadas em processos de co construção democrática adequados à transformação da comunidade educativa como um todo. O que é mentoria e como funciona na prática. A mentoria como vantagem e oportunidade para professores e alunos e como tirar o melhor da relação entre mentor e mentorado. O conceito de inclusão como capacidade de entender e reconhecer o outro que é diferente em um ou vários aspectos, respeitando suas pluralidades e o integrando no ambiente. A inclusão criando espaços saudáveis para pessoas com aspectos diferentes do seu, aceitando e lidando com as diferenças, adaptando o ambiente para que todos que estejam presentes sejam respeitados e consigam conviver independentemente das suas singularidades.

Metodologias

Diversas

Avaliação

A certificação implica o registo de assiduidade e a frequência da totalidade da ação de formação.

Modelo

Questionário de satisfação online


Observações

Formadores: Marisa Carvalho Neil Mason

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 09-05-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial

INSCREVER-ME
484

Explorar o meio envolvente alinhado com os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável
Prioritário para Pessoal Docente das escolas dos concelhos de Marinha Grande e Leiria

ACD

 

3.0 horas

 

e-learning

 

Professores dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, do Ensino Secundário e do Ensino Profissional

Plataforma de videoconferência

Vivemos num planeta com inúmeros problemas globais, podendo destacar-se, entre outros, as alterações climáticas, as desigualdades no acesso aos bens e direitos fundamentais, bem como as crises humanitárias. Sabemos que o futuro do planeta depende da formação de todos enquanto cidadãos, não só no que ...
Ler mais Ler menos

Ref. 26701 Inscrições abertas até 07-05-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: LEIRIMAR-ACD-208/2024

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 13-05-2024

Fim: 13-05-2024

Regime: e-learning

Local: Plataforma de videoconferência

Formador

Ana Margarida Mendes Mineiro Domingues

Destinatários

Professores dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, do Ensino Secundário e do Ensino Profissional

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, do Ensino Secundário e do Ensino Profissional. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de LeiriMar e Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria

Enquadramento

Vivemos num planeta com inúmeros problemas globais, podendo destacar-se, entre outros, as alterações climáticas, as desigualdades no acesso aos bens e direitos fundamentais, bem como as crises humanitárias. Sabemos que o futuro do planeta depende da formação de todos enquanto cidadãos, não só no que respeita aos conhecimentos, que devem ser adquiridos ao longo da vida, mas também através da aquisição de competências e valores. A cidadania e a educação para o empreendedorismo, alicerçados nos pilares fundamentais da educação e formação, são assim as ferramentas que estes projetos se propõem a desenvolver enquanto contributo para o futuro das pessoas e do planeta. Desta forma, a criação e implementação de projetos alinhados com os 17 ODS´ ganha especial relevo em meio escolar, quando alinhados com o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória (PA), com as Aprendizagens Essenciais (AE), bem como com a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania (ENEC). Conscientes que o sucesso de implementação da ENEC e da Estratégia Nacional de Educação Ambiental (ENEA) está intrinsecamente ligado à cultura de cada escola e às oportunidades dadas aos alunos para se envolverem na tomada de decisões, nomeadamente nas que os afetam, projetos educativos (multi e transdisciplinares) ganham realce, incentivando a que os alunos aprendam através de desafios da vida real e da sua comunidade local, indo para além da sala de aula e da escola, e tomando em consideração as implicações das suas decisões e ações, tanto para o seu futuro individual como coletivo.

Objetivos

Capacitar os professores para integrar de forma efetiva e transversal os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) no ambiente escolar, visando promover uma educação mais inclusiva, participativa e alinhada com os princípios da sustentabilidade, capacitando os alunos para serem agentes de mudança, conscientes e engajados na construção de um futuro sustentável.

Conteúdos

Estratégias de ensino orientadas para o perfil dos alunos que podem ser enquadradas com o projeto: • estratégias que envolvam a criatividade do aluno, designadamente imaginar hipóteses, criar um objeto ou solução face a um desafio; · • estratégias que desenvolvam o pensamento crítico e analítico dos alunos, designadamente, com o apoio do professor à sua concretização, discutir conceitos ou factos simples numa perspetiva disciplinar e interdisciplinar e problematizar situações ao seu nível; · • estratégias que envolvam por parte do aluno tarefas de pesquisa sustentada por critérios, com apoio inicial do professor à sua concretização, e com autonomia progressiva e incentivo à procura e aprofundamento de informação; • estratégias que envolvam por parte do aluno, com o apoio do professor à sua concretização, a elaboração de planos e esquemas simples e a promoção do estudo autónomo, identificando quais os obstáculos e formas de os ultrapassar; • estratégias e modos de organização das tarefas que impliquem por parte do aluno, com o apoio do professor à sua concretização: a assunção de responsabilidades adequadas ao que lhe for pedido e à sua idade; assumir e cumprir compromissos; contratualizar tarefas; assumir a apresentação de trabalhos simples com auto e heteroavaliação; dar conta a outros do cumprimento de tarefas e funções que assumiu.

Metodologias

Teórico-prática.

Avaliação

Frequência da totalidade da formação e registo da assiduidade obrigatório.

Modelo

Questionário online.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 13-05-2024 (Segunda-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona

INSCREVER-ME

484